Graduação História UEM

Unidade 1: Para quê ensinar história?

ALBUQUERQUE JÚNIOR, Durval Muniz de. Fazer defeitos nas memórias: para que servem o ensino e a escrita da história? In: GONÇALVES, Márcia de Almeida; ROCHA, Helenice; REZNIK, Luís, MONTEIRO, Ana Maria. (Org.). Qual o valor da história hoje? Rio de Janeiro: Editora FGV, 2012, p. 21-39.

Unidade 2: O aluno: Quem é este sujeito

BOCK. Ana Mercês Bahia. A adolescência como construção social: estudo sobre livros destinados a pais e educadores.

Revista Semestral da Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional (ABRAPEE) • Volume 11 Número 1 Janeiro/Junho 2007 • 63-76

LÍRIO. Luciano de Carvalho. A CONSTRUÇÃO HISTÓRICA DA ADOLESCÊNCIA. CONGRESSO INTERNACIONAL DA FACULDADES EST, 1., 2012, São Leopoldo. Anais do Congresso Internacional da Faculdades EST. São Leopoldo: EST, v. 1, 2012. | p.1675-1688

NASCIMENTO, Cláudia Terra do; BRANCHER, Vantoir Roberto; OLIVEIRA, Valeska Fortes de. A CONSTRUÇÃO SOCIAL DO CONCEITO DE INFÂNCIA: ALGUMAS INTERLOCUÇÕES HISTÓRICAS E SOCIOLÓGICAS. CONTEXTO & EDUCAÇÃO Editora Unijuí Ano 23 nº 79 Jan./Jun. 2008

Avaliação primeiro bimestre
Unidades 1 e 2

No primeiro bimestre haverá uma prova escrita.

Será avaliado: capacidade de desenvolvimento do texto (introdução, argumento e finalização); clareza;  linguagem; capacidade de entendimento dos textos indicados e das discussões travadas em sala de aula.

Serão duas questões, cada uma valendo 5,0 = 10,0

Unidade 3: Cultura midiática

MOREIRA, Alberto da Silva. CULTURA MIDIÁTICA E EDUCAÇÃO INFANTIL. Educação e Sociedade, Campinas, v. 24, n. 85, p. 1203-1235, dez. 2003

SOUSA, Cirlene Cristina de;  Leão, Geraldo Magela Pereira. Ser Jovem e Ser Aluno: entre a escola e o Facebook. Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 41, n. 1, p. 279-302, jan./mar. 2016. 

BARCA, Isabel. Aula Oficina: do Projeto à Avaliação. In. Para uma educação de qualidade: Atas da Quarta Jornada de Educação Histórica. Braga, Centro de Investigação em Educação (CIED)/ Instituto de Educação e Psicologia, Universidade do Minho, 2004.

RAMOS, Márcia Elisa Teté. Educação Histórica: articulação orgânica entre investigação e ação.  XIV Jornadas Interescuelas/Departamentos de Historia. Departamento de Historia de la Facultad de Filosofía y Letras. Universidad Nacional de Cuyo, Mendoza, 2013.

Avaliação segundo bimestre
Unidades 3 e 4

No segundo bimestre, será solicitado um Projeto de Ensino cujo centro será o trabalho em sala de aula com algum material da mídia  da escolha do grupo (de dois a três alunos) (propaganda/publicidade; música; livro; filme; quadrinhos)

A nota será 10,0 e será avaliado: organização do projeto; argumento; adequação à faixa etária do aluno; fontes e temática)

Orientações abaixo:

Unidade 4: Metodologias

SCHMIDT, Maria Auxiliadora; CAINELLI, Marlene.  Ensinar história. 2. ed. São Paulo: Scipione, 2009.

FISCHER, Rosa Maria Bueno. MÍDIA E JUVENTUDE: EXPERIÊNCIAS DO PÚBLICO E DO PRIVADO NA CULTURA. Caderno Cedes, Campinas, v. 25, n. 65, p. 43-58, jan./abr. 2005.

Avaliação terceiro bimestre
Roda de Conversas

No segundo semestre de 2018, grupos de dois a quatro graduandos apresentarão discussões sobre determinados textos. 

A turma participará das discussões.

Não há necessidade de apresentação power point.

O grupo que apresentar a discussão do texto, deverá, impreterivelmente, apresentar relatório de leitura do mesmo, constando currículo do autor, argumento principal, críticas negativas e positivas.

O texto deve ser escrito em ARIAL 12, seguindo as normas da ABNT e no mínimo quatro páginas.

A apresentação terá nota 10,0

O relatório terá nota 10,0.

A média do terceiro bimestre, as duas notas divididas por 2.

Avaliação quarto bimestre
Todas as unidades

No quarto bimestre, será exigido um trabalho de no mínimo 8 páginas. 

Algumas fontes históricas serão indicadas para a análise, considerando como devem ser tratadas em sala de aula.

Valor = 10,0